terça-feira, 1 de março de 2016

A pedras precisam de água

Certa época de minha infância moramos numa cidade às margens dum rio. Lembro que uma de minhas maiores alegrias era ir à beira do rio e vasculhar à procura de pedras. Ficava tempos escolhendo-as, umas mais belas que as outras. Algumas, recordo bem, revelavam sua maravilhosa e verdadeira cor apenas quando eram molhadas. Secas, porém, incrivelmente elas pareciam quase sem cor, muito comuns, mas quando eram molhadas, como mágica, se via cores que não se imaginava que ali existissem. Às vezes na vida somos como essas pedras às margens da água. Nossa verdadeira beleza só se revela com um elemento que às vezes está tão próximo mas, como as pedras, não conseguimos nos mover até ele. Cristo, então, vem até nós com seu amor e com ele, água viva, nos faz brilhar nossa verdadeira cor pela eternidade.


Hersil de Jerusalém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.