Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2013

OLHOS VERDES

Imagem
OLHOS VERDESPor Elvis Rossi da Silva
Alguma coisa me fascina E o verde esmeralda se aproxima E diz vem, vem, vem a mim
E a luz penetra na sala E o verde dos olhos se espalha E algo em mim me alucina
E os olhos vêem e dizem fica E eu, mudo, vidrado... fico E digo vem, vem a mim
E a luz ainda mais me cega E me deixa torpe, me carrega E diz vem, vem até mim
E os olhos vão ficando mais ternos E ficam assim, como eternos Na alma em mim dizendo sim, sim, sim...
E a luz que me ilude, alucina E venero, e cintila e fascina Deixa meu peito quedo no chão
E de longe e de perto esmeraldinos, Os olhos que me secam, malignos, Deixam em mim seu verde veneno.
É convulsão, assombração, É medo, é pavor, é paixão E me cercam e dizem: dá-me a mão...
E eu ali, neles, fixado Atado por todos os lados... De Lucila, os olhos, venero...
E a luz do verde-Yara me afoga E minha alma por dentro verifoga E dizem vem sim, sim, não, não!

Ao meu velho Pai

Imagem
Ao meu velho Pai, que é, em um só, muitas coisas, filho, irmão, pai, avô, amigo, educador; ao meu velho que trilhou caminho dorido da infância vivida, sem desistir jamais desta vida, sem se entregar ao amargor. Já lhe vi com cintilantes sorrisos e lágrimas doridas e me ensinou o que é ser homem.  Homem cujo maior presente que me deu (e dá) foi seu amor e carinho e correções, regadas pela honestidade, sempre. Ao meu pai querido, todo o meu amor.
E aos Pais deste planeta, minhas preces.

Um feliz dia dos Pais.