quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Ética ou Discurso Moralista?



Caros colegas de profissão,
Embora haja opiniões divergentes no mundo, e acredito que estas, cum grano salis, sejam importantes para o desenvolvimento do conhecimento e da humanidade como seres racionais em busca de convivência pacífica, deixo minha nota de repúdio veemente face à decisão da Ordem dos Advogados que busca negar o registro de Joaquim Barbosa sob fundamento de que ‘criticar uma classe’ é ferir a ética profissional, ainda mais, contudo e, principalmente, sem antes submeter tal decisão a um processo competente para averiguar adequadamente tais questões.

Este apelo da Ordem para a “ética”, mais tende para um relativismo moral incongruente, pontual, cujos valores podem ser postos em duvida.

Infelizmente o discurso do politicamente correto me parece ser imoral e validador de um código político de um grupo dominante que, quando ofendido, tenta vingar-se e, oportunistas que são, esperam apenas o momento para impor suas regras contra quem os ofenda.

A geração que busca monopolizar a moralidade é uma geração que, no mínimo, é hipócrita e perdida, pretensiosa e arrogante que, sem antes fazer o mínimo esforço de entender a base de um pensamento, condenará sempre sem dó, quem quer que ouse pensar diferente (esteja este coberto ou não de razão
).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.