terça-feira, 7 de janeiro de 2014

FOI NA PRIMEIRA VEZ QUE TE VI















FOI NA PRIMEIRA VEZ QUE TE VI


Foi na primeira vez que te vi
Que ali tomara meu coração
Teus olhos ternos sobre mi
Deleitavam-me na eterna paixão

Tamanho fora ardor do encontro
Nada mais havia além de ti
Como se as estrelas, num assombro,
Pudessem caber dentro em mi

Nem as belas vagas d’oceano
Em estrondo me chamando
Puderam afastar-me de ti...

Mas o doce som do “te amo”
Para longe foram - eu me opondo - tivestes de partir
Apenas a saudade ficara e, então, em lágrimas morri...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.