segunda-feira, 2 de novembro de 2009

DESCE, ZAQUEU!!!!


É uma história de AMOR a história de Zaqueu, ou melhor, da história como o Senhor o amou. 
Zaqueu era chefe dos publicanos (chefe dos cobradores de impostos, espécie de gerente regional, reportando-se somente à Roma), era homem importante, provavelmente de família ilustre, letrado. Zaqueu, muito pequeno, quis subir para além de sua estatura para ver o MESTRE passar. Zaqueu provavelmente imprimiu neste desiderato todas as suas forças físicas e emocionais. 

O texto não enfatiza, contudo, a estatura física de Zaqueu, nem como ele esforçou-se para ver Jesus, nem em que queria vÊ-lo passar, mas sim em como Jesus chegou-se a Zaqueu. (sim, Zaqueu subiu depressa numa árvore, árvore comum na região, uma figueira comum que dá figos de qualidade inferior). Jesus mandou que Zaqueu descesse dali DEPRESSA. Mas depois de tanto esforço em subir, alguém lhe manda descer? E logo Zaqueu, pessoa odiada pelo povo, não rara vez fraudador, avarento? 

 Sim, pois o amor de DEUS não exige que cheguemos a SUA estatura (nem isso seria possível); O amor de DEUS não exige que nossa base seja deste mundo, pois essa base é demasiada corruptível, efêmera, dando frutos de qualidade inferior.  Mas o amor de Deus se mostra “olhando para cima”, olhando em direção de quem precisa, ainda que esteja lá para ver a banda passar; mandando descer depressa daquilo que é efêmero e convida para deixá-lO entrar na casa. A casa de um homem é onde ele domina, lugar de sua privacidade, onde somente ele sabe o que se passa, o que existe ali dentro, quais são seus valores, onde estão suas preciosidades.

Não fora o subir de Zaqueu que fez a diferença, mas o descer depressa e aceitar Jesus em sua casa e  mais, aceitar o que Ele ensinava.

Pense nisso e mude Zaqueu para  Helena, Elvis, Patrícia, Paulo  etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.