terça-feira, 20 de outubro de 2009

SÍNDROME DO PINHEIRINHO DE NATAL

-->
Muita vez sofremos da “síndrome do pinheirinho de natal”. Achamos que estamos no centro das atenções. Sem ele o natal não está completo. Pior, sem ele o natal não existiria, afinal, o pinheiro é o centro das atenções: todo iluminado, no centro da sala, abriga os presentes, recebe enfeites, por fim, é o natal personificado em árvore. No entanto, se esquece de que ele não é o natal e o natal não é o pinheiro, que ele não é o centro das comemorações/atenções apesar de querer tal evidência como projeto de vida. E o pior de tudo (pobre pinheirinho!), como a maioria dos pinheirinhos de natal, está morto. Sim, morto! Mesmo depois de as raízes morrerem, nessa espécie de planta, ele continua verde por dias, até meses, mas está morto. No fim, talvez até antes de terminar as “festas”, começará a amarelar e as folhas começarão a cair. Pois é. Pobre pinheirinho! Pobre de nós quando nos achamos o centro do universo e esquecemos do CRIADOR dos Universos. Pense nisso. Ap. 3:17.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.