quarta-feira, 2 de setembro de 2009

JESUS NÃO QUER DIREITO AUTORAL... será que Ele não era evangélico?...


Novamente pedimos a licença de Caio Fábio (www.caiofabio.com) para postarmos esta reflexão.

"O homem era cego de nascença. Jesus lambuzou terra com saliva, fez um lodo, e emplastou nos olhos do homem sem pedir licença. Obviamente o homem obedeceu Jesus, quando disse “Vai lavar-te no tanque de Siloé!” Afinal, quem não iria?... Não fosse por obediência seria pelo desconforto da lambança causada por Deus em sua cara... Depois de lavado e curado o homem voltou como um bezerro feliz e pulante... Entrou no templo aos saltos e gritos... Perturbou a ordem...

Então, como os religiosos donos do templo soubessem que ele fora cego e que agora via, quiseram saber quem havia cometido o crime de curá-lo... “Não sei!”... — era só o que o homem sabia...

A briga entre os líderes religiosos e o ex-cego continuava... Acareações... Com o pai e a mãe... Com o cego... No final expulsaram o cego do templo... Jesus via tudo de longe... Não entrou na briga... Não reivindicou o direito autoral... Então encontrou o ex-cego sozinho; expulso do templo, mas cheio de luz...

“Crês tu no Filho do Homem?” — indagou Jesus.
“Quem é Senhor, para que eu Nele creia?”...
“Já o tens visto, e é o que fala contigo!” — disse-lhe Jesus.
Então o homem disse: “Creio, Senhor!”; e o adorou...
O cego nunca vira Jesus antes... Jesus, no entanto, disse: “Já o tens visto...” Alguém diria: “Claro! Estava vendo Jesus, só não sabia quem Ele era!”

Entretanto, o que Jesus diz é mais que isto... Sim, o homem já O tinha visto antes mesmo de ser apresentado a Jesus depois de ser expulso por ter ficado curado! Quem dizia o que ele disse aos donos do templo já demonstrava que vira Jesus, não com os olhos, nem em razão de informações, mas exclusivamente porque mesmo nada sabendo, cria que Aquele que lhe abrira os olhos era Alguém que se fazia conhecer sem propaganda, mas era assim mesmo Aquele que mesmo quem não O conhecesse, jamais deixaria de saber Quem Ele era ainda que se não tivesse qualquer informação...

Jesus costuma curar e não se mostrar... Aliás, Ele quase nunca se mostra... Ele é paciente e benigno, não se ufana, não se ensoberbece, não age inconvenientemente, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade...

Jesus não faz propaganda de nada, nem de Jesus! Ele apenas faz...  E quem quiser aprender com Ele, aprenda; pois, Ele é manso e humilde de coração! Naquele dia Jesus dirá a muitos que na História não o viram: “Já me tens visto!... Sou eu! Eu que falo contigo!”
Eu amo Jesus cada dia mais; especialmente quando vejo que Jesus se interessa mais pela gente aflita do que pelo nome Jesus.

Jesus! Eu amo a Tua humildade e confiança suave no poder do amor!
Nele, que se revela a quem jamais saberemos,
Caio
2 de setembro de 2009
Lago Norte
Brasília
DF"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos pelo comentário.