Pular para o conteúdo principal

A Política, Eu, Você e o Mar


Impossível passarem despercebidas algumas notícias de nossa terra (e mesmo fechando os olhos, ainda temos ouvidos e nariz e demais sentidos). É verdadeira a palavra de que se conhecem as árvores pelos seus frutos. Assim, deixo uma poesia. Uma reflexão. E o mar? Esse mistério deixo pra você descobrir.

OUTEIRO DEVASSO *

Satisfaz minh’alma louca grei
Donde risonho estribo a cela
Aos meus desejos lascivos tornei
Faz-me palmilhar na calvície dela

Quem diz do prazer o mal, desconhece;
Quão hipócrita é seu falar.
Ainda que dele ao mundo viesse
A rapínea ave tenta volar

Requestes lascivos venham a mim
Delícias, volúpias, se nos requer.
Vós outros que buscais o bom fim,
Da mais alta cúria, quem não as quer?

Vaga vulva d’alma dos rufiões
Rubra a face “pura” que a vê
É dela que se fazem as canções
Sonhos dos “puros” ficam à mercê.

Sob fomento ganja a donzela
Quando o ruão ao encontro vai
Dorido deleite entre as pernas
Himeneu falso que vos atrai.

Impreca a velha tal atitude
Que réproba tenta sempre mostrar
Esquece máleas da juventude
Qual sempre costumava orgasmar.

Na abadia se ouve gemer
Mas não pense seja penitência.
Túnicas servem para esconder
A Luxúria de sua aparência.

Na casa a esposa é prendada
Enquanto o marido está perto
Sai o pobre guampa de sua casa
E o leito ela macula de certo.

Encontrou descanso só desse jeito
Da vida a mulher jaz sob o chão
O coveiro vendo, todo afoito
Tomou seu corpo dentro do caixão.

Triscado o pai chega em sua casa;
A pura donzela dorme tranqüila.
Conduzido pela branca cachaça
Com coragem incesta a sua filha

O vil magistrado já não atende
De tanto vender-se por ninharia
Com seu dinheiro está contente
Já não quer saber da dor de quem mirra.

Não se pode negar o Timoneiro
Da lascívia dessa louca progênie.
Timoneiro: outeiro devasso
Que singra por almas que não têm cerne.

* Por Elvis Rossi da Silva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A CAPACIDADE CIVIL ALTERADA PELA LEI 13.146/15

O artigo 114, da Lei 13146/15, publicada no dia 7 de julho, revoga algumas causas de incapacidade civil, que eram previstas no artigo 3º, do Código Civil, e entrará em vigor 180 dias após a sua publicação.
Estes incisos consideravam como incapazes os  que, por enfermidade ou deficiência mental, não tinham o necessário discernimento para a prática de atos jurídicos, mesmo por causa transitória, e não podiam exprimir sua vontade.
Toda norma que estabelece a capacidade civil é criada com fundamento em critério biológico ou psicológico, quer dizer, idade e capacidade mental, questão de ‘política’ social convertida em norma jurídica, quer dizer, o legislador considera uma circunstância social e legisla.
Mas uma vez que certo critério social já revela que a sociedade já não considera certas pessoas em determinadas condições como incapazes, o legislador cumpre seu papel de adequar as normas (ou cria a norma para adequar a sociedade?).
A capacidade, que é elemento da personalidade, é a “medida j…

Militar é incompetente demais!!! Militares, nunca mais!

Conforme pedido do autor do texto, retifico a autoria do mesmo. Logo abaixo do texto deixo o e-mail solicitando a retificação e reivindicando a autoria. Ainda assim, vale a pena ler o escrito.
Militar é incompetente demais!!! Militares, nunca mais!
Anselmo Cordeiro (Net 7 Mares)

Ainda bem que hoje tudo é diferente, temos um PT sério,
honesto e progressista.
Cresce o grupo que não quer mais ver militares no poder,
pelas razões abaixo.

Militar no poder, nunca mais.
Só fizeram lambanças.
Tiraram o cenário bucólico que havia na Via Dutra de uma só pista,
que foi duplicada e recebeu melhorias;
acabaram aí com as emoções das curvas mal construídas e os solavancos estimulantes provocados pelos buracos na pista.

Não satisfeitos, fizeram o mesmo com a rodovia Rio-Juiz de Fora.

Com a construção da ponte Rio-Niterói, acabaram com o sonho de crescimento da pequena Magé, cidade nos fundos da Baía de Guanabara, que era caminho obrigatório dos que iam de um lado ao outro e não quer…

A LINGUAGEM QUE CORRÓI COMO CANCER

EXMO"Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.
Mas evita as conversas vãs e profanas; porque os que delas usam passarão a impiedade ainda maior, e as suas palavras alastrarão como gangrena; entre os quais estão Himeneu e Fileto, que se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição é já passada, e assim pervertem a fé a alguns.

Todavia o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os seus, e: Aparte-se da injustiça todo aquele que profere o nome do Senhor.

Escrevendo a Timóteo pela segunda vez, Paulo deixa claro que a língua é instrumento mortal.

Tiago ficou célebre entre nós pelo seu magnífico texto sobre o poder infernal e corrosivo da língua—neste site a epístola de Tiago tem sua re-leitura feita, procure—, mas quase nunca se dá atenção ao que Paulo falou à respeito da linguagem e da língua.

Ele diz que a língua tem o poder de subvert…